fbpx

WhatsApp: 21 96530-4354   Telefone: 21 2245-6085

Showing posts tagged with: acupuntura

Pescoço Tecnológico

Já ouviu falar em Pescoço Tecnológico? Eu comecei a notar que de uns anos para cá as consultas por dores no pescoço e ombro aumentaram significativamente. Bem, eu não fiquei sossegado somente com isso, fui pesquisar e descobri que já são considerados uma epidemia global pela Organização Mundial de Saúde as dores na coluna associadas ao uso excessivo dos smartphones. Tem até um nome para isso: Pescoço Tecnológico Pelo menos 60 milhões de pessoas no Brasil, ou seja, 37% da população brasileira sofrem com a dor causada pelo uso do celular em excesso. Isso é muito preocupante, já que a média global é de 35% da população. Então vou dar algumas dicas aqui para você tratar o seu paciente com esta patologia. Vamos lá, na Acupuntura você pode puncionar os pontos ID3, TA5, TA15, VB20, VB21, VB39, B10, B60 e VG16. No Shiatsu você pode também pressionar em forma de sedação os pontos TA15, VB20, VB21, VB39, B10, além alongar e manipular os meridianos no local afetado. Claro que também você deve alongar e fazer a tração da cervical. Moxa e ventosa nesta região são sempre indicadas para esta patologia. Um grande abraço e muito sucesso em seus atendimentos,

Saiba mais

O Poder da Combinação de Terapias

Foi por indicação de uma terapeuta que esta paciente me procurou, estava com 73 anos há época. Ela relatou que há 2 meses estava com Tendinite no Quadril e inflamação no Nervo Ciático. A dor era pior pela manhã e o ar condicionado fazia com que a dor aumentasse. A dor diminuía com a colocação de bolsa de água quente. Ela já havia feito tratamento com Tens, Ultrassom e, ao fazer Alongamento, as dores pioraram. Há uma semana fez infiltração onde obteve uma melhora parcial. Fazia Massagem com regularidade, que aliviava, mas não solucionava as dores. O quadro patológico indicava a necessidade de inserir moxa no tratamento, tendo em vista que as dores pioravam com o frio. Na primeira sessão optei pelos pontos: Taiyang, IG4, F3, VB40, B60, B54(40), B50, B23, VG4, VB30 e Huatorjiaji na lombar, inseri a caixa de moxa juntamente coma as agulhas na região lombar. Utilizei também técnicas de Shiatsu após a retirada das agulhas. Na segunda sessão a paciente relatou que sentiu dores ao ficar no ar condicionado, repeti o mesmo tratamento da sessão anterior. Na terceira sessão a paciente estava quase sem dor, mesmo tendo andado muito. Optei em manter o tratamento A paciente estava sem dor na quarta sessão, por este motivo, retirei a moxa do tratamento. Na quinta sessão a paciente não apresentava nenhuma queixa de dor, apliquei o mesmo tratamento da sessão anterior e dei alta a paciente. A aplicação de outras técnicas, além da Acupuntura, (Shiatsu, Moxa, Ventosa etc.) é fundamental para o sucesso dos tratamentos, os resultados alcançados serão muitos, mas rápidos e eficazes, por isso amo o que faço, amo ver meus pacientes se recuperando de maneira rápida fazendo com que a feição da dor se torne a feição da alegria. Um grande abraço e muito sucesso em seus atendimentos,

Saiba mais

Diagnóstico – O Senhor Não Tem Nada

Um dos meus primeiros pacientes foi o Sr. Antônio (nome fictício), ele sentia muitas dores no corpo há muitos anos. Durante este período procurou vários médicos, fez vários exames e o resultado era o mesmo, os exames não acusavam nenhuma disfunção. Com isso, os médicos, no alto de suas sabedorias, davam o seguinte diagnóstico. – O senhor não tem nada. Foi com esta história que o Sr. Antônio iniciou a primeira consulta, rosto aflito, quase no desespero. Ele era oficial militar reformado, com todas as características que esta carreira dá, e se sentia impotente diante da dor e dos diagnósticos que vinha recebendo até ali. Neste momento, olhei para seus olhos e falei. – Como o senhor não tem nada! O senhor tem dor e vamos cuidar do senhor. E foi assim que eu fiz. Cuidei do Sr. Antônio. Muitas das vezes nossos pacientes têm doenças que não são detectadas pela medicina convencional e fazem uma verdadeira peregrinação pelos consultórios médicos e hospitais. Precisamos ouvir com bastante atenção esta pessoa que veio a nossa procura, entender as suas dores (nem sempre físicas). Por isso a avaliação é muito importante para um tratamento eficaz, além disso, temos que anotar o que o paciente não fala: tais como a face, odores, cor, respiração etc. Mas o fundamental é cuidar da pessoa, não só de suas queixas. Um grande abraço e muito sucesso em seus atendimentos.

Saiba mais

Acupuntura – Uma terapia surpreendente

A acupuntura costuma surpreender os pacientes, pois o nosso diagnóstico e a forma que vemos e tratamos o paciente difere bastante das outras formas de terapias, principalmente as ocidentais. Começando na primeira consulta onde buscamos o diagnóstico na visão oriental, baseados em relatos profundos da pessoa, desde o seu nascimento, como se alimenta, as suas emoções, convívio social, dentre outros. Verificamos também o pulso e a língua, fundamentais no tratamento. A partir daí, selecionamos os pontos e a metodologia de tratamento, podemos também utilizar recursos complementares, tais como: Moxa (utilização de calor através da erva artemísia), Ventosa (sucção da pele através de pequenos potes) e Shiatsu.

As agulhas são inseridas e deixadas no local, manipulando-as regularmente para estimular a Ki (energia que percorre os seres vivos, segundo a visão oriental), por isso pedimos ao paciente que não se alimente imediatamente antes da sessão ou que não esteja faminto. Após alcançado o objetivo, retiramos as agulhas.
Nas sessões seguintes, normalmente após uma semana, fazemos a evolução do tratamento, analisamos o pulso e a língua e a melhora alcançada, caso seja necessário, alteramos os pontos e a técnica utilizada, que não eram possíveis na sessão inicial, devido ao estado do paciente. Estas sessões duram em torno de 1 hora, de acordo com o paciente e, ao final da consulta, ele sabe que por todo esse período foi ouvido e que cuidamos dele e não de sua queixa. Por isso ele fica surpreendido, surpreendido e feliz.

Saiba mais

A vida e Um Doce

No FIM DO VERÃO, época em que o tempo está mais abafado e a UMIDADE predomina, ocasionando uma certa preguiça, principalmente depois do almoço. Para a Medicina Oriental(Chinesa) esta é uma estação diferente (CANÍCULA), compreendida do final de fevereiro ao início do outono. É a estação do BAÇO-PÂNCREAS (na Medicina Oriental é considerado como um único órgão), nela temos alguns fatores em comum: a vontade de comer DOCE; àquela PREOCUPAÇÃO constante, o pensamento que não sai da cabeça; sensação de peso, principalmente nas pernas e nas articulações.

Muitas vezes sentimos tudo isso mas, por essa nossa vida agitada e cheia de compromissos, não damos conta que devemos sempre estar integrados com a natureza, pois somos parte dela. Com o passar do tempo esses sintomas podem evoluir para um hematoma, principalmente na perna, pequenos esquecimentos e nos casos mais avançados ptose (queda) de vísceras, pois o BAÇO-PÂNCREAS é, segundo a Medicina Oriental, o responsável por manter o sangue nos vasos e os órgão no lugar, além de controlar os músculos e os quatro membros. Este é, sem dúvida, um dos meridianos mais afetados no mundo moderno, principalmente nas grandes cidades.
Aqueles que procuram manter uma alimentação saudável e próprias para esta estação – Cenoura, batata, beterraba, peixe e aves, evitando doces, frituras e leite e derivados – visitas regulares ao Shiatsuterapeuta ou Acupunturista, exercícios como Tai Chi Chuan, manter-se em lugares arejados e alegres, evitar a umidade, andar descalço na TERRA (elemento do BAÇO-PÂNCREAS) poderão evitar as desarmonias causadas pelo desequilíbrio do meridiano do BAÇO-PÂNCREAS.

Saiba mais

Encontre-nos

Endereço
Rua Almirante Tamandaré, 66 sala 610 – Flamengo – RJ
Telefone (21) 2245-6085
WhatsApp (21) 96530-4354

Horário
Segunda—sexta: 9h–20h

Sobre este site

Desde 01 de outubro de 2001, o efetuamos atendimentos de Acupuntura, Shiatsu, Moxa, Ventosa e Auriculoterapia.
Além disso, desenvolvemos as pessoas, através de cursos, capacitando-as para o mercado de trabalho, com excelência na qualidade do ensino..